Geral 01/08/2020 | 02:44por Colin McGourty

Peter Svidler: 8 vezes campeão russo

Peter Svidler é uma das lendas mais jovens e mais ativas do chess24 Legends of Chess, mas o 8 vezes campeão russo tem jogado xadrez de alto rendimento há 26 anos. Ele venceu o Campeonato Russo pela primeira vez aos 18 anos em 1994, venceu a Copa do Mundo em 2011 e quase ganhou novamente em 2015 e teve um bom desempenho nos Campeonatos Mundiais. Mas parece que ele ainda tem talento de sobra pra mostrar. Seus ídolos são Garry Kasparov e Mikhail Tal, mas foi a genialidade e o brilho deste último que ele herdou mais do que a ética de trabalho de Garry.



  • Nome: Peter Svidler 
  • Nascimento: St. Petersburg (Leningrad), Russia, 17 de Junho de 1976
  • Idade: 44 anos
  • Ratings atuais: 2723 (clássico), 2742 (rápido), 2754 (blitz)
  • Melhor rating: 2769 (Maio de 2013 com 36 anos)
  • Rank mundial: 24
  • Campeonatos Mundiais:  participação em 3 Campeonatos Mundiais (semi-finalista em 2001-2, 2º lugar em 2005 e 5º em 2007), 3 Torneios de Candidatos (3º lugar em 2013, 6º em 2014 e 4º em 2016), campeão da Copa do Mundo de 2011, e finalista da Copa do Mundo de 2015
  • Torneios individuais (1º lugar):  Russian Championship (1994, 1995, 1997, 2003, 2008, 2011, 2013, 2017), Tilburg 1997, Dortmund 1998, 2006 (empatado em 1º com Kramnik, mas Kramnik teve melhores critérios de desempate), Biel 2000, Poikovsky 2003, Gibraltar 2009 

Torneios em equipes: 10 Olimpíadas pela Rússia - sendo 5 medalhas de ouro por equipes, 5 Campeonatos Mundiais por Equipes, sendo 2 ouros individuais e 2 ouros em equipes, 8 European Team Championships, sendo 3 ouros em equipes e 1 ouro individual.


Primeiros passos... para a titulação Russa

13-year-old Peter Svidler at a Soviet qualifying event for the World Youth Championship in Leningrad in 1990 | photo: Mikhail Kheyfets, A Kentler/e3e5.com 

Peter foi apresentado ao xadrez aos 6 anos de idade, em Leningrado, e logo ficou fissurado. Em 1991, ele se tornou mestre internacional e, em 1992, empatou em 1º lugar no último Campeonato Júnior da URSS. Mas Peter considera que foi crucial o momento de sua carreira em que começou a trabalhar com o MI Andrei Lukin em 1993:

Eu li muito na minha infância - meus pais montaram uma enorme biblioteca de xadrez e eu praticamente assimilei tudo. O verdadeiro avanço entretanto coincidiu mais ou menos com o momento em que comecei a trabalhar com Andrey Mikhailovich Lukin - sem ele eu realmente não teria conseguido nada.


1994 foi um ano especial para Peter que acabara de completar a maioridade. O jovem de 18 anos venceu o Campeonato Mundial da Juventude Sub-18, tornou-se grande mestre, marcou 5,5/8 ao vencer a Olimpíada de Xadrez no time russo que incluía Kasparov e Kramnik mas, acima de tudo, venceu o que seria seu evento de assinatura, o campeonato russo. Este último veio com a premiação um bônus de um carro, que foi vendido já que ninguém na família dirigia.

Peter venceu o Campeonato Russo novamente em 1995, 1997, 2003, 2008, 2011, 2013 e o mais recente de 2017, em sua cidade natal, eclipsando os recordes de Mikhail Botvinnik e Mikhail Tal. O evento variou em formato e força e, por exemplo, em 2011 e 2013 contou com jogadores como Vladimir Kramnik, Sergey Karjakin e Ian Nepomniachtchi.

Peter Svidler wins his 8th Russian Championship ahead of Nikita Vitiugov and Daniil Dubov in St. Petersburg in 2017 | photo: Boris Dolmatovsky, Russian Chess Federation

Alcançando a elite

Peter entrou no Top 100 em janeiro de 1995, e anunciou de fato sua chegada ao cenário mundial quando, aos 21 anos de idade, derrotou Garry Kasparov e ficou empatado em primeiro lugar com Garry e Kramnik em Tilburg, em 1997. Mais tarde, comentou:

Lembro-me perfeitamente dessa partida. Kasparov foi meu ídolo de infância. Eu construí meu repertório nos jogos dele, fui aluno da escola dele e etc. Para mim, pessoalmente, Garry Kimovich era uma pessoa extremamente importante, e vencê-lo em nosso primeiro confronto foi uma questão de honra para mim. A primeira foi extremamente difícil. Em geral, partidas contra ele sempre exigiam muita energia de mim, mas é assim que deve ser quando você joga contra jogadores realmente bons.

1. e4 c5 2. ♘f3 d6 3. c3 ♘f6 4. ♗e2 ♘bd7 5. d3 b6 6. O-O ♗b7 7. ♘bd2 g6 8. d4 cxd4 9. cxd4 ♘xe4 10. ♘xe4 ♗xe4 11. ♘g5 d5 12. ♗b5 ♗g7 13. f3 ♗f5 14. g4 h6 15. gxf5 hxg5 16. fxg6 a6 17. gxf7+ ♔xf7 18. ♗a4 ♖h5 19. ♗e3 ♘f6 20. ♕d2 ♕d6 21. ♖f2 ♖ah8 22. ♖g2 ♖h3 23. ♖f1 ♖8h4 24. ♗c2 ♘h5 25. ♗f5 ♘f4 26. ♗xh3 ♘xh3+ 27. ♔h1 ♕f6 28. ♖g3 ♕f5 29. ♗xg5 ♘xg5 30. ♖xg5 ♕h3 31. ♖g2 ♗f6 32. ♕d3 ♖xd4 33. ♕g6+ ♔e6 34. ♕e8 ♖c4 35. ♕d8 ♕f5 36. ♖e1+ ♗e5 37. ♕b8  1-0

Peter entrou no Top 10 em janeiro de 1998 e bateu a marca dos 2700 em julho, quando também empatou em 1º lugar com Kramnik e Mickey Adams no supertorneio de Dortmund. Muitas vezes, ao discutir sobre as lendas do xadrez você pode escrever: “e foi aí que ele ficou pelos próximos 20 anos”, mas a primeira estadia de Peter acima de 2700 terminou depois de janeiro de 1999. Em sua série de videos do chess24 The Grünfeld according to Svidler, ele relata como, no primeiro semestre de 1999, ele perdeu para três ​​campeões mundiais: Garry Kasparov, Vishy Anand e Anatoly Karpov.

O vídeo está cheio do humor auto depreciativo que é a marca registrada de Peter.

Peter resumiu:

Como você pode ver neste vídeo, 99 não foi um ano particularmente bom para mim. No final do ano, eu estava fora do Top 20 e abaixo de 2700 de rating e acho que levei uns bons dois anos para me recuperar desse período de meio ano. Mas acabei me recuperando e não parei de jogar Grünfeld. Eu nunca culpei a Grünfeld por nada disso.


Voltar aos 2700 levou quase quatro anos, mas nos 17 anos que se seguiram a partir de abril de 2003, Peter se manteve acima dessa marca, chegando a ficar na quarta colocação do ranking mundial em várias ocasiões.

Copas do Mundo e Campeonatos Mundiais

Towering over the San Luis field, featuring 5 of the Legends of Chess players or commentators | photo: mark-weeks.com

Os resultados em torneios de Peter têm sido consistentes, mas ele admite que poderia ter ganho mais ao longo de sua carreira. Ele achava mais fácil se motivar para eventos com desafios maiores em jogo e em muitas vezes ultrapassou sua classificação atual nos Campeonatos Mundiais. Nas eliminatórias de 2002, ele venceu Mickey Adams e Boris Gelfand antes de perder para o campeão daquele ano Ruslan Ponomariov nas semi-finais.

No Campeonato Mundial de 2005 em San Luis, terminou em 2º lugar com +3 em Vishy Anand, embora Veselin Topalov tenha terminado com 1,5 pontos de vantagem. Isso o classificou para o Campeonato Mundial de 2007 no México, onde terminou em 5º.

Peter jogou nos Torneios de Candidatos de 2013, 2014 e 2016 e costumava participar desses eventos como um dos jogadores mais bem preparados, apesar de sua preparação na abertura não ser geralmente um dos seus pontos fortes. Em 2013, em Londres, foi particularmente memorável, já que Peter venceu Magnus Carlsen de pretas na última rodada e terminou em 3º lugar, apenas meio ponto atrás de Magnus e Kramnik.

Se Peter chegou perto da vitória nesses eventos, seu maior triunfo é provavelmente a Copa do Mundo de Khanty-Mansiysk de 2011, onde venceu matches contra Caruana, Kamsky, Polgar, Ponomariov e a final contra Grischuk, para conquistar o evento de 128 jogadores. Não foi apenas o resultado, mas o estilo. Depois de vencer Fabiano, ele não precisou de desempates nos últimos quatro matches, que incluíram alguns lances espetaculares:


26…Te2!! contra Gata Kamsky poderia ter vindo do século XIX. O ponto é que 27.Dxe2 é respondido com 27…Dg3! E se a dama branca for a qualquer outro lugar, as pretas tomam em f2, como aconteceu na partida. E por que não jogar direto 26...Dg3? Com a dama em c2, o ataque pode ser evitado com 27.Cc6!

Alexander Grischuk sentiu que um sacrifício de peão que Peter jogou contra ele na final foi um lance ainda melhor, enquanto rocar grande de pretas na Grünfeld e derrotar Ponomariov na semi-final também foram impressionantes.

Peter Svidler receives the 2011 World Cup

Em 2015, Peter provou que não chegou à final da Copa do Mundo em Baku por acaso, conquistando suas vitórias em cima de Nisipeanu, Radjabov, Topalov, Wei Yi e Giri. Ele então venceu por 2:0 a final contra Sergey Karjakin antes do desastre. Um ou dois lances antes de um duplo histórico (embora Levon Aronian tenha conseguido superá-lo mais tarde) Peter perdeu as três partidas seguintes e, após uma final insana em que todas as 10 partidas foram decisivas para, perdeu o match também. O segundo lugar foi amargo, embora ainda seja uma conquista impressionante.

O que poderia ter acontecido?

Em uma entrevista após vencer a Copa do Mundo de 2011, perguntaram a Peter o que ele não estaria disposto a sacrificar para se tornar campeão mundial:

Minha atitude perante a vida, sem dúvida. Tenho uma atitude calma e de boa índole em relação ao mundo e não estou preparado para me tornar outra pessoa.

Dizem que todos os campeões eram implacavelmente sanguinários. Então, como você pode competir?

Dizem isso sim. Não sei quanta verdade existe nessa afirmação. E em parte porque as pessoas dizem isso, Tal sempre foi um herói para mim.


Peter sempre teve interesses fora do xadrez, na literatura (ele responde regularmente que sua “outra” carreira teria sido como tradutor literário), no poker, na TV e no críquete (culpa do mestre inglês Nigel Short!), e ao Hearthstone, que nos últimos anos ele pode ser encontrado não apenas jogando, mas transmitindo jogos durante os principais torneios de xadrez.

Para a pergunta sobre o que ele poderia ter conseguido se estivesse mais concentrado, a melhor resposta talvez tenha sido uma entrevista que ele deu em 2014, conduzida por Rustam Kasimdzhanov:

Rustam: Quanto de você é um jogador de xadrez? Qual a importância do xadrez na sua vida?

Peter: Sim, essa é uma pergunta justa! (risos) Eu ainda acho que sou principalmente um jogador de xadrez, mas a pergunta talvez possa ser feita assim: "Eu fui um jogador de xadrez tanto quanto deveria ao longo da minha carreira?" E acho que a resposta é não. Mas, mais uma vez, agora isso não pode ser corrigido e eu provavelmente sou mais um verdadeiro jogador de xadrez agora do que há três anos - então estou tentando fazer algo a respeito.

Fiquei um pouco... relaxado em relação à minha carreira de xadrez na última década. Quem sabe o que poderia ter acontecido ... mas a sentença, "o que teria acontecido se ele estudasse xadrez 12 horas por dia" é completamente inútil, porque eu não me vejo  dedicando 12 horas por dia ao xadrez, não importa o que eu faça. Conheço algumas pessoas que fazem isso, mas não consigo imaginar mudanças na minha vida que me levariam a isso.

Treinar e se concentrar um pouco mais no xadrez talvez não não machucasse tanto, mas mais uma vez, é uma questão de equilíbrio. O tempo é o que você faz dele. Não tenho certeza se meu gerenciamento de tempo é ideal - provavelmente não é -, mas estou certo de que fiz minhas escolhas para estar assim. Estou muito relutante em desistir de qualquer coisa que me interesse em qualquer nível.

Os amplos interesses de Peter e o brilhante inglês têm sido um benefício para os fãs de xadrez há muitos anos. Ele é um dos melhores comentaristas de xadrez do mundo (geralmente em conjunto com Jan Gustafsson), natural do Banter Blitz e, claro, o autor da série de vídeos de xadrez aqui no chess24, onde compartilha seu conhecimento e entusiasmo pelo jogo.

Peter hasn't just produced one series on the Grünfeld! Check out all the video series here

Por mais que Peter continue sendo um jogador de destaque - e nomes como Vishy Anand, Boris Gelfand e Vasyl Ivanchuk são grandes apostas - a boa notícia é que podemos esperá-lo no mundo do xadrez como comentarista e muito mais, por um longo tempo!


Caso você tenha perdido, você pode assistir Peter conversando com Tania Sachdev durante o chess24 Legends of Chess.


Você pode ajudar Peter, ou simplesmente comprar uma lembrança exclusiva deste evento, comprando um dos itens especiais em nossa loja.


Ordenar por Data Decrescente Data Decrescente Data Crescente Mais Curtido Receber atualizações

Comentários 0

Convidado
Guest 10195340666
 
Entrar no Chess24
  • Grátis, Rápido e Fácil

  • Seja o primeiro a comentar!

Registro
Ou

Crie sua conta gratuita agora para começar!

Ao clicar em "Registrar", você concorda com nossos Termos e condições e confirma que leu nossa Política de privacidade, incluindo a seção sobre o uso de cookies.

Perdeu sua senha? Enviaremos um link para redefini-la!

Depois de enviar este formulário, você receberá um e-mail com o link de redefinição de senha. Se você ainda não consegue acessar sua conta, entre em contato com nosso Atendimento ao Cliente.

Quais recursos você gostaria de ativar?

Respeitamos suas diretrizes de privacidade e proteção de dados. Alguns componentes do nosso site requerem cookies ou armazenamento local que lida com informações pessoais.

Mostrar opções

Hide Options