Geral 16/03/2020 | 00:18por Colin McGourty

Candidatos 2020: Alexander Grischuk

Alexander Grischuk é o atual n°4 do mundo, é o 3° no ranking inicial do Torneio de Candidatos e o jogador no certame com mais experiência em tais eventos, uma vez estando a apenas uma partida de disputar um match pelo Campeonato do Mundo. Por que o favorito dos fãs não está ao lado de Fabiano Caruana e Ding Liren como um dos favorito claros para vencer em Ecaterimburgo? Você adivinhou! É por causa dos problemas com o apuro de tempo, com nossos especialistas pontuando Alexander com um soberano 2/15 quando se tratando de administração do tempo.


Alexander Grischuk se classificou para o Torneio de Candidatos 2020 vencendo o Grand Prix da FIDE de 2019. Ele terminou em segundo lugar em Moscou (derrotando Karjakin, So e Nakamura antes de perder para Nepomniachtchi em um playoff), chegou à semifinal em Riga (derrotando Vitiugov e Yu Yangyi
antes de perder para MVL) e venceu em Hamburgo (derrotando Wojtaszek, Navara, MVL e Duda). Aconteça o que acontecer em Ecaterimburgo, é certo que Sasha proporcionará bastante entretenimento!

Mas o que sabemos sobre o n° 1 da Rússia?

Os Fatos

  • Data e local de nascimento: 31 de Outubro de 1983 - em Moscou, Rússia
  • Idade: 36
  • Classificação no Ranking Mundial: 4°
  • Rating: 2777
  • Rating Máximo: 2810 (Dezembro de 2014)
  • Meio de Classificação: Campeão do Grand Prix
  • Experiência no Torneio de Candidatos: 2007 (classificado por vencer 2 matches para participar de um Campeonato do Mundo com 8 jogadores), 2011 (vice-campeão após perder a final para Gelfand após vencer matches contra Aronian e Kramnik), 2013 (6º lugar), 2018 (6º lugar).
  • Pontuação contra os outros Candidatos: Igual (11 vitórias, 11 derrotas, 56 empates)
  • Colocação no ranking inicial do torneio: 3°

Você também pode conferir o perfil de Alexander Grischuk no Chess24.

O veredicto de nossos especialistas

Está claro que, se os Candidatos fossem um concurso de popularidade, seria difícil derrotar Alexander Grischuk. Todos os três especialistas são grandes fãs, com Laurent Fressinet até revelando que Alexander, um grande mestre que também jogava pôquer em nível profissional, havia ensinado a ele como jogar pôquer chinês. Peter Heine Nielsen resumiu:

Não o vejo como um dos favoritos. Como vocês, sou um grande fã de Sasha como jogador de xadrez. Eu realmente gosto dele como pessoa e também  pensei que ele era um bom amigo, mas na verdade ele não me ensinou pôquer chinês, o que é um pouco ofensivo, talvez! Eu acho ele ótimo, e será muito interessante acompanhá-lo nos Candidatos.


O vídeo de 41 minutos foi o segundo mais longo da série e incluiu uma análise da vitória de Grischuk que eliminou o MVL do Grand Prix de Hamburgo:

A seguir a pontuação que eles deram para Grischuk (curiosamente todos eles deram 24 pontos para Alexander!):

CategoryLAURENTJANPETERCombined
PREPARATION44412
CALCULATION44412
UNDERSTANDING54413
TECHNIQUE54312
TIME MANAGEMENT0112
FIGHTING SPIRIT23510
HOT OR NOT44311
Total24242472

Isso se compara aos 60 pontos de Kirill Alekseenko, aos 69 de Wang Hao, aos 71 de Anish Giri e aos 72 de Ian Nepomniachtchi.

Como você pode observar, Grischuk tem quase que exclusivamente as notas 4 e 5 para as categorias relacionadas à sua pura capacidade de jogar xadrez, sem ninguém duvidar de seu talento natural. Existem apenas duas áreas que o jogam para atrás, e uma delas, 'espírito de luta', é sem dúvida um problema para os Candidatos. Laurent e Jan justificam suas pontuações baixas com base em que, se Grischuk começar mal e sentir que não tem chance de se classificar para uma match, perderá a motivação, com Jan afirmando que estará "disposto a terminar muito rapidamente" e chegar logo até o final do evento.

Peter rebate, no entanto, concentrando-se no que pode acontecer enquanto Grischuk ainda tiver uma chance teórica de vencer:

Dei a ele cinco porque acho que ele está disposto a tentar um tudo ou nada para vencer o evento e meu exemplo principal será o último Torneio de  Candidatos.


Faltando duas rodadas, Caruana e Karjakin lideravam em Berlim com 7 pontos, enquanto que Mamedyarov, Grischuk e Ding Liren estavam com 6,5. Grischuk abriu sua conferência de imprensa depois de perder para Mamedyarov:

Foi uma situação estúpida. Nós dois precisávamos vencer. Para mim, um empate era quase o mesmo que uma derrota...


Apesar de ver um empate simples (não uma repetição, como Peter mencionou - para detalhes, consulte este artigo), ele decidiu continuar, com Peter comentando:

Grischuk pensa, eu tenho 10% de chance de ganhar isso, mas isso significa que eu tenho 50% de chance de perder e, sem piscar, ele apenas diz: bem, eu preciso ganhar, não me importo!"


Grischuk caiu em uma rede de mate e perdeu, mas como era um torneio em que apenas o primeiro lugar importava, é difícil argumentar que Grischuk não tomou a decisão "+ EV" ("valor esperado positivo").

Grischuk in Berlin on the day his 2018 World Championship hopes died | photo: Niki Riga 

O calcanhar de Aquiles de Grischuk, no entanto, é sua administração do tempo. Houve uma discussão sobre se era o resultado do perfeccionismo, da procrastinação (Laurent:"metade do tempo na abertura, acho que ele não está realmente pensando na posição!") ou do desejo semi-consciente de um viciado em adrenalina chegar nos momentos críticos com segundos no relógio, mas como Jan resumiu com uma frase do grande Viktor Korchnoi, não há heróis no apuro no tempo'. Grischuk chega perto de ser um herói, mas apesar de jogar com mais tranquilidade do que qualquer outra pessoa viva apurado no tempo, isso ainda custa muitos pontos ao russo. Ele sabe dessa fraqueza, é claro, mas se ele não conseguiu superar o problema em uma carreira de 20 anos, é improvável que ele o faça agora.

Vamos sintetizar algumas das razões pelas quais Grischuk ganhará ou não vencerá os candidatos!

PRÓS

Ele vive para esse tipo de evento: Grischuk, com apenas 17 anos, anunciou sua chegada à elite do cenário mundial chegando às semifinais do Campeonato Mundial da FIDE de 2000, apesar de ter começado como o 46° no ranking inicial do torneio:

Three wins for White and then a draw saw Alexei Shirov stop Alexander Grischuk reaching a World Championship match as a teenager | image: Wikipedia

Boris Gelfand had just qualified for the 2012 World Championship match 

Ele sempre foi um jogador mais interessado em títulos que em super-torneios fechados, incluindo em suas conquistas o título do CampeonatoMundial de Blitz três vezes, o Campeonato Russo e chegar à final da Copa do Mundo. O mais próximo que ele chegou até agora do Campeonato Mundial clássico e unificado foi nos Candidatos de 2011 em Kazan. Ele entrou como substituto quando Magnus Carlsen saiu e venceu Levon Aronian e Vladimir Kramnik em matches eliminatórios para chegar a uma final de 6 partidas contra Boris Gelfand. Depois de 5 empates, o resultado provável parecia ser um playoff rápido no qual Grischuk seria o claro favorito, mas Boris venceu uma ótimo partida final e seguir para jogar um match contra Vishy Anand em 2012.

Não há dúvidas de que Grischuk virá aos Candidatos em Ecaterimburgo com um pensamento em mente - vencer o evento e chegar a um confronto pelo Campeonato do Mundo contra Magnus Carlsen.

Experiência: 2011 não foi a primeira experiência nos Candidatos de Grischuk, já que ele venceu dois matches de candidatos contra Vladimir Malakhov e Sergei Rublevsky em 2007 para se classificar para o torneio do Campeonato do Mundo de 8 jogadores no México no final daquele ano (Grischuk terminou
em último, perdendo três de suas últimas cinco partidas). Ele também jogou em Londres em 2013 e Berlim em 2018. As coisas podem não ter sido planejadas, mas ele sabe exatamente o que esperar.

Ele virá bem preparado: Grischuk provavelmente não estará apenas altamente motivado, mas também bem armado. Jan comentou: "ele tem toneladas de ideias, muita preparação muito interessante", enquanto Peter concordou que veremos "uma preparação muito interessante e agressiva". A única razão
pela qual não foi dado 5 à preparação de Sasha é que nossos especialistas sentiram que Giri e Caruana teriam uma preparação mais abrangente.

Peter resumiu:

Ele é uma vitória para todos os torneios, porque ele faz isso e é divertido de ver. Ele virá com, se não com uma boa, pelo menos uma interessante preparação


CONTRAS

O relógio: há pouco mais a acrescentar aqui. Embora o incremento a partir do lance 1 garanta que é improvável que Alexander perca algum partida no tempo, a probabilidade de ele estragar vitórias ou perder posições empatadas devido à pressão do tempo deve ser alta. Há também o relógio mais
metafórico: essa é talvez uma das últimas chances de Grischuk disputar o título pelo Campeonato do Mundo. Ele estará chegando aos 40 no próximo ciclo e artistas como Alireza Firouzja podem se tornar melhores do mundo em breve.

O segundo regular de Grischuk, Vlad Tkachiev, uma vez tentou elaborar um ranking de gerações do xadrez, com Grischuk na Geração 4 - nascidos entre 1982 e 1985. Eis o que Vlad tinha a dizer:

Geração №4

CountryNameB-YearRankRating
Grischuk, Alexander198332810
Aronian, Levon198292777
Mamedyarov, Shakhriyar1985132759
Navara, David1985192735
Jakovenko, Dmitry1983222733
Eljanov, Pavel1983262727
Dominguez Perez, Leinier1983272726
Ponomariov, Ruslan1983342713
Bacrot, Etienne1983362711
Naiditsch, Arkadij1985382706
Vallejo Pons, Francisco1982412706
Ni, Hua1983432704
Jobava, Baadur1983482696
Bruzon Batista, Lazaro1982522692
Riazantsev, Alexander1985552688
Korobov, Anton1985562687
Bu, Xiangzhi1985592681
Alekseev, Evgeny1985622677
Inarkiev, Ernesto1985652675
McShane, Luke J1984692672
Sargissian, Gabriel1983752668
Berkes, Ferenc1985772666
Petrosian, Tigran L.1984832663
Efimenko, Zahar1985982655

Mas isto foi o Big Bang! Foi de tirar o fôlego observar os sucessivos surgimentos de líderes desse movimento: primeiro, no final dos anos 90, Etienne Bacrot, depois Grischuk em 2000, Ponomariov em 2001 e finalmente Aronian em 2006. Eles continuam, como antes, a mover o xadrez para frente e trocar de lugar nas listas de rating. Como antes, eles não mostraram tudo de que são capazes. Parece-me que a culpa é a enorme riqueza de tentações da era digital que de repente se abriram para eles: pôquer, apostas online, esportes ao vivo na Internet. O resultado - uma falta de foco bem próximo a uma certa negligência. Como antes, acredito que eles podem produzir um Campeão Mundial clássico - eles conquistaram todos os outros títulos.


Com Levon Aronian e Shakhriyar Mamedyarov fora de Ecaterimburgo, Alexander Grischuk é o único jogador restante que poderia cumprir o potencial desta geração em 2020.

Ele raramente ganha supertorneios: Este é um refrão constante em nossas prévias, mas é difícil vencer um supertorneio quando necessário se você não fez disso um hábito em mais de 20 anos de carreira. Não é verdade que Grischuk não venceu nenhum supertorneio - Linares 2009 (1º no desempate de mais vitórias à frente de Ivanchuk, seguido de Carlsen, Anand, Radjabov, Wang Yue, Aronian e Dominguez) e o Memorial Petrosian de Tashir em 2014 (1º um ponto à frente de Kramnik, Aronian, Gelfand, Ding Liren, Leko, Inarkiev e Morozevich) são dois exemplos incontestáveis. Esse último sucesso levou Grischuk ao clube dos 2800, mas é um pouco magro para um jogador tão talentoso.

Alexander Grischuk beat Alexander Morozevich in the 2014 Tashir Petrosian Memorial | photo: Eteri Kublashvili

De qualquer forma, Alexander Grischuk é um jogador que você não quer tirar os olhos quando o Torneio de Candidatos da Fide (esperamos!) começar dentro de apenas alguns dias!

Veja também:


Ordenar por Data Decrescente Data Decrescente Data Crescente Mais Curtido Receber atualizações

Comentários 0

Convidado
Guest 12645310610
 
Entrar no Chess24
  • Grátis, Rápido e Fácil

  • Seja o primeiro a comentar!

Registro
Ou

Crie sua conta gratuita agora para começar!

Ao clicar em "Registrar", você concorda com nossos Termos e condições e confirma que leu nossa Política de privacidade, incluindo a seção sobre o uso de cookies.

Perdeu sua senha? Enviaremos um link para redefini-la!

Depois de enviar este formulário, você receberá um e-mail com o link de redefinição de senha. Se você ainda não consegue acessar sua conta, entre em contato com nosso Atendimento ao Cliente.

Quais recursos você gostaria de ativar?

Respeitamos suas diretrizes de privacidade e proteção de dados. Alguns componentes do nosso site requerem cookies ou armazenamento local que lida com informações pessoais.

Mostrar opções

Hide Options