Notícias 01/01/2021 | 20:12por Colin McGourty

Airthings Masters SF1: Radjabov e Aronian saem na frente

Estamos a caminho de uma final Azerbaijão-Armênia no Airthings Masters, após Teimour Radjabov e Levon Aronian vencerem os primeiros sets das semifinais. Radjabov jogou de maneira sólida contra o carrasco de Magnus Carlsen, Daniil Dubov, até a partida final, onde ele mostrou visão tática e nervos de aço para resistir ao ataque de tudo ou nada de seu oponente. A forma brilhante exibida por Levon Aronian diante de Hikaru Nakamura nas quartas de final, continuou em sua vitória contra MVL por 3: 1, apesar de ele ter pendurado uma peça inteira na última partida.

Levon Aronian não tentou fingir que pendurou deliberadamente em uma peça para conseguir o empate que precisava contra MVL!

Você pode reproduzir todas partidas da fase mata-mata do Airthings Masters usando o seletor abaixo.

Veja os comentários do dia em português com a WMF Julia Alboredo e o IM Diego Di Berardino.


E direto do estúdio em Oslo com Kaja Snare, Jovanka Houska e David Howell.

Para a melhor experiência possível e para apoiar as transmissões, torne-se Premium aqui no chess24 – você pode obter um desconto de 60% com o código CCT60.



2020 é um ano que vai cair na infâmia, mas houve pontos positivos, como vimos com o xadrez tenso e emocionante no último dia do ano. Como Magnus Carlsen comentou sobre a revolução online:

Acho que tem sido ótima a forma como o xadrez foi adaptado e acho que quando chegarem tempos melhores, quando pudermos viajar com um pouco mais de liberdade, houver menos restrições e assim por diante, ainda assim estou muito feliz por termos estabelecido esse tour e alguns torneios sérios estão acontecendo online, porque isso só vai enriquecer enormemente o mundo do xadrez e levá-lo para o próximo nível.

Mas vamos aos matches.


Radjabov 3:1 Dubov

A receita para derrotar o incrivelmente perigoso jovem jogador russo, Daniil Dubov,  parece clara, mas é mais fácil falar do que fazer. Leve-o para posições técnicas maçantes e, em seguida, aproveite qualquer chance de ganhar o ponto inteiro.

Magnus Carlsen não conseguiu isso nas quartas de final, mas Teimour Radjabov fez um trabalho muito melhor. Ele pressionou um pouco com as Brancas na primeira partida de 63 lances, talvez estivesse seriamente melhor quando empatou em 35 lances por repetição com as Pretas na segunda, e então chegou lá na terceira. Teimour lançou um “ataque da minoria” na ala da dama, onde seu o avanço de seu peão b causou um peão fraco em c6 para  Dubov. Ele então manobrou metodicamente suas peças para atacar o peão até que 39.Ce5! deixou-o indefeso.


Daniil seguiu com 39…c5, mas depois de 40.Dxd6 Bxd6 41.Cxd5 ficou simplesmente com um peão a menos no final. A conversão que se seguiu foi tudo menos perfeita, e Daniil teve chances de escapar, mas após 71…Be5 a parte final da partida começou.


72.Cxf6! voltou a ganhar um peão (72…Bxf6 73.Td6+ recupera a peça) e desta vez Teimour não cometeu erros.

Isso significava que Daniil agora precisava vencer ou vencer na partida final, e ele agiu assim! No lance 22, ele agiu de acordo com a abordagem “nunca recue, nunca se renda” que ele frequentemente emprega com as peças brancas.


23.Cxf6!?? objetivamente não foi uma grande jogada, mas, como vimos contra Magnus no dia anterior, é sempre difícil jogar contra lances agressivos que tenham pelo menos algumas ideias concretas por trás deles. 23…Txf6 24.Txd6 Txf5!? (24…Txd6 25.Txd6 Dc8! é muito bom para as Pretas) 25.Txc6 Txf2+! 26.Rxf2 Dxc6 já era em uma posição igual e desbalanceada e, mais importante, Dubov colocara seu oponente em apuros de tempo. 

Teimour jogou 32…Dg6! com somente 1 segundo no relógio (depois de cada lance os jogadores ganham 10 segundos de bônus).


Dubov tinha dois minutos e meio para tentar complicar a vida de seu oponente, mas Teimour jogou essa fase muito bem, encontrando alguns recursos brilhantes. O lance 36... Bg5!! foi novamente jogado faltando 1 segundo.

O bispo corta a comunicação entre a dama branca e o peão de h4, tornando Dxh4# uma ameaça mortal. Não havia nada melhor do que parar isso com 37.Dxg5, mas isso significava que 37... e1=D agora podia ser jogado e as Pretas haviam ganho uma qualidade. Radjabov não cometeu nenhum erro no jogo que se segui e conseguir uma vitória por 3: 1 no primeiro set.

Aronian 3:1 MVL

Levon Aronian continuou sua sequência de duas vitórias consecutivas do dia anterior contra Hikaru Nakamura ao vencer sua primeira partida contra Maxime Vachier-Lagrave. O número 1 da França é conhecido por ser o único jogador de ponta que regularmente encara o final super sólido da Berlinesa, mas nesta ocasião ele se empolgou um pouco, colocando cavalos em g5 e b5 e então capturando um peão em a7.


Após 27…c6 não havia um caminho de volta fácil para o cavalo e, na verdade, 8 lances depois, Maxime o sacrificou pelo peão de c6 antes que o rei preto tivesse a chance de capturá-lo. Levon converteu confortavelmente sua peça extra.

Levon chegou incrivelmente perto de ganhar uma quarta partida rápida consecutiva e vencer o match já na partida seguinte, mas o lance de Maxime, 33…Be7?! provou ter grande valor em confundir Levon, que estava com 22 segundos em comparação com os 6 minutos de seu oponente.

Levon jogou 34.Txf7?, que parecia ser um bom lance contra, por exemplo, 33…Bg7, mas após 34…Bc5 35.Dxc5!? Dxc5+ 36.Tf2 a partida caminhou para um empate. Em vez disso, 34.Be5, como sugerido por Peter Leko, era forte, mas ainda mais forte era 34.Txd5!, quando após 34…exd5 35.De6! o computador anuncia mate em 10.

A terceira partida também terminou empatada, mas desta vez com Maxime pressionando. Isso significava que tudo se resumia a um partida de tudo ou nada para Maxime. Embora o francês tenha conseguido as complicações de que precisava, elas favoreceram Levon, que se viu em uma posição vitoriosa e muito confortável. Mas então, bem quando Peter Leko estava apontando um possível erro, Levon o cometeu com 41.Dxc6?

Ele perdeu uma peça inteira, embora tenha dito que não ficou surpreso com seu erro: "Eu pensei comigo mesmo, bem, isso tinha que acontecer em algum momento!"

No entanto, a surpresa foi que quando a poeira baixou Levon estava com uma peça a menos, mas tinha dois peões, um rei ativo e, de certa forma, a posição simplificada perfeita para sua situação de match. “Felizmente ainda tinha jogo - talvez tenha sido um erro prático!” ele comentou.

No que se seguiu, Levon de fato alcançou uma posição vencedora novamente, mas ele estava mais do que feliz por garantir o empate que o leva para o Ano Novo com a liderança contra Maxime.


Isso significa que, no dia de Ano Novo, Daniil Dubov e Maxime Vachier-Lagrave devem vencer o segundo mini-match de 4 partidas para forçar um playoff por uma vaga na final. Aconteça o que acontecer, tudo será decidido hoje.

Siga a ação todos os dias às 11:00 de Brasília (15:00 CET) aqui no chess24!

Ver também:


Ordenar por Data Decrescente Data Decrescente Data Crescente Mais Curtido Receber atualizações

Comentários 0

Convidado
Guest 12205691232
 
Entrar no Chess24
  • Grátis, Rápido e Fácil

  • Seja o primeiro a comentar!

Registro
Ou

Crie sua conta gratuita agora para começar!

Ao clicar em "Registrar", você concorda com nossos Termos e condições e confirma que leu nossa Política de privacidade, incluindo a seção sobre o uso de cookies.

Perdeu sua senha? Enviaremos um link para redefini-la!

Depois de enviar este formulário, você receberá um e-mail com o link de redefinição de senha. Se você ainda não consegue acessar sua conta, entre em contato com nosso Atendimento ao Cliente.

Quais recursos você gostaria de ativar?

Respeitamos suas diretrizes de privacidade e proteção de dados. Alguns componentes do nosso site requerem cookies ou armazenamento local que lida com informações pessoais.

Mostrar opções

Hide Options